Todas as linhas operam normalmente neste sábado

17 de novembro de 2010

Expresso Leste da CPTM será ampliado


Os trens que serão comprados tem o interior sem divisão entre os vagões, o que facilita o deslocamento dentro das composições. O Expresso Leste, que tem 24 quilômetros, será prolongado em mais 13 quilômetros.
O governo do Estado assinou  dia 18 de Outubro, um empréstimo de R$ 196 milhões para construir uma nova estação de trem em Suzano, na Região Metropolitana, comprar oito trens e fazer reformas nos trilhos entre Guaianazes e Suzano. Com isso, espera ampliar a linha Expresso Leste, a mais carregada da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).
O Expresso Leste é a alternativa da CPTM de rota de acesso à Estação Itaquera, onde será construído o futuro estádio do Corinthians, palco da Copa do Mundo de 2014.
Segundo o governador Alberto Goldman, as empresas que farão os serviços devem ser contratadas daqui a um mês. As obras devem ficar prontas em 18 meses após a assinatura dos contratos.
O Expresso Leste é um trem que parte da Luz e vai até Guaianazes, no mesmo percurso feito pela Linha 11-Coral, mas com menos paradas. O intervalo entre os trens é de cinco minutos nos horários de pico. Atualmente, quem mora em Suzano, Ferraz de Vasconcelos e Mogi das Cruzes precisa tomar o trem até Guaianazes para embarcar na linha expressa.
“Eles não precisarão mais descer em Guaianazes para baldear”, disse o Goldman, que afirma esperar redução de 50% na lotação da estação. O prolongamento do Expresso Leste é uma promessa feita pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos há quatro anos.
A atual estação Suzano será demolida para dar lugar à nova parada. Os trens que serão comprados tem o interior sem divisão entre os vagões, o que facilita o deslocamento dentro das composições. O Expresso Leste, que tem 24 quilômetros, será prolongado em mais 13 quilômetros.

Conta
A conta do empréstimo não será paga pelo governador eleito, Geraldo Alckmin: o contrato, feito com o Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento (Bird), prevê carência de cinco anos. E, depois, prazo de 25 anos para quitar o débito. Com o dinheiro do Bird, o Estado está investindo R$ 84 milhões na mesma linha, com recursos do Tesouro.
A Linha 11-Coral é a mais superlotada da CPTM: transporta 521 mil pessoas por dia, ou um quarto de todos os usuários da rede. As melhorias fazem parte de uma série de medidas para “dar qualidade de Metrô” à CPTM. Todas as seis linhas estão em obras, que devem ficar prontas no primeiro semestre do ano que vem.

Texto: Bruno Ribeiro

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Funcionamento das estações: (*) das 4h às 00h (segunda a sexta e domingos) e das 4h à 1h (sábados)

NOTA: A CPTM garante ao usuário a transferência entre linhas, desde que esteja em sua última estação de transferência até as 00h00


(*) Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.